Nova namorada do goleiro Jean pode ser presa por estelionato em meio a escândalo



– Advertisement –

Goleiro Jean e Shay Victorio, nova namorada do jogador – Montagem/Área Vip
O goleiro Jean, antigo nome forte que atuava no time do São Paulo, ganhou as atenções da mídia após sido exposto ao ter sido acusado de agressão física sobre a ex-mulher, Milena Bemfica, que ocasionou na prisão do mesmo nos Estados Unidos, mas, por fiança acabou por recorrer em liberdade.Não demorou muito e o atleta já está de novo romance: Shay Victorio.
+ Após sofrer agressão, ex-mulher do goleiro Jean entra no mundo da política
– Advertisement –

Conhecida por ser influenciadora digital e gamer, no entanto, o ‘rostinho bonito’ está envolvida num verdadeiro escândalo ao qual pode ser presa por estelionato, além do pagamento de multa. Segundo informações da Coluna do Leo Dias, do UOL, quando era sócia do seu ex-marido e do pai, numa empresa de comércio varejista online, ela foi processada e envolvida nas acusações de nunca ter entregue as mercadorias dos compradores.
+ Ex-mulher do goleiro Jean fala sobre suposta reconciliação com o atleta, que é acusado de agressão
– Advertisement –

As investigações foram realizadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e das 118 pessoas que realizaram a denúncia, Shayene Victorio, nome verdadeiro da blogueira, teve seu nome envolvido em sigilos fiscais, bancários e e-mails. Ela, o pai e seu ex-marido foram processados, segundo a denúncia, pelos crimes ao qual ocorreram entre o ano de 2013 e novembro de 2017 em Sorocaba, no interior de São Paulo, cidade onde Shay morava até assumir o romance com o goleiro Jean.
+ Ex-mulher do goleiro Jean abre o jogo e entrega traição como pivô para fim de casamento
Com ameaça de condenação a, pasmem, 116 anos de prisão, em sua defesa, o advogado da influenciadora, Dr. Antônio Carneiro, manifestou-se, tratando a setença como ‘desumana’, recorrendo em sua defesa. “Shayene hoje está sendo alvo de difamação na internet, com pessoas criando páginas falsas para atacá-la, simplesmente com intuito de fofocas e maldades, o que a compeliu em uma ação indenizatória de conhecimento de Vossa Senhorias. Vamos recorrer da sentença que consideramos desumana”, disse, em nota.