Jogador do Flamengo é parado na Lei Seca e acusado no uso de documento falso


Gabigol e Bruno Henrique, jogadores do Flamengo – Reprodução
Não é nem de hoje de que inúmeros famosos não escapam do alvo da Lei Seca, e desta vez, em plena madrugada deste sábado (29), um famoso jogador do Flamengo foi parado em uma blitz na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

+ Giba, ex-jogador de vôlei, será pai novamente
De acordo com informações concedidas pelo portal G1, o atleta havia apresentado uma carteira de habilitação da Grande São Paulo. No entanto, o que veio a se tornar suspeito foi justamente o fato de que não constava no sistema de informática do Detran da região carioca os dados em questão.
+ Jogador Hulk investe pesado na carreira dos filhos no futebol
Bruno Henrique, atacante do clube rubro-negro, agora se tora alvo de investigação da perícia, que avalia a possibilidade do documento ser falso ou se houve, de fato, um erro no banco de dados da plataforma. De acordo com informações do delegado titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), Giniton Lages, a investigação está sob fase de andamento, e caso venha a ser comprovado a falsificação do documento, Bruno poderá ser indiciado por uso de documento falso, com pena de até seis anos de reclusão devido a gravidade do caso.
+ Jogador Daniel Alves, do São Paulo, tem carro roubado e diz que o mesmo acontece na Europa
Ainda no percurso, o atacante havia se recusado a realizar o teste do bafômetro, no momento em que foi abordado na blitz. Ele foi multado por dirigir sem habilitação, além de ter se recusado a fazer o teste do bafômetro, apresentando logo em seguida um condutor habilitado, que precisou retirar o automóvel da blitz.
Bruno Henrique, jogador do Flamengo, é parado na Lei Seca e acusado no uso de documento falso – Reprodução