Globo promove susto ao exibir cadáver humano em pleno jornal matinal



– Advertisement –

Ricardo Ishmael no ‘Jornal da Manhã’ – Reprodução
Uma grande polêmica dividiu a opinião dos telespectadores ao longo desta última segunda-feira (2). Isso porquê, uma situação complicada envolvendo a exibição de uma situação, digamos que, horrenda em plena faixa matinal, surpreendeu o público do ‘Jornal da Manhã’, informativo local da afiliada do canal na Bahia.
+ Marcos Harter trava briga judicial contra a Globo e exige bolada em dinheiro
– Advertisement –

Quem pôde acompanhar a edição do informativo pode ter se deparado com imagens de um cadáver humano em uma vala, na reportagem, exibia uma espécie de ligação entre o desaparecimento do colombiano Edilson Martinez e sua namorada, chamada apenas de Kimberly, desaparecidos desde 14 de fevereiro, no qual os ossos foram achados próximo a Cia-Aeroporto, em Salvador. “Parentes de Edilson reconheceram as roupas, mas a confirmação da identidade só vai poder ser feita pelo Instituto Médico Legal”, anunciou o jornalista Ricardo Ishmael, âncora.
+ Globo toma decisão sobre nova novela das seis de Gilberto Braga, com estreia para 2021
– Advertisement –

A exibição da ossada humana, no entanto, não condiz nada com o a linha editorial imposta pela emissora, a qual pelo respeito e os bons costumes, evita de qualquer forma a exibição de cadáveres, seja em rede nacional ou com relação a afiliadas. Tido como ‘erro grave’, na mesma filial, já havia ocorrido uma situação semelhante, há pouco mais de dois anos atrás, em que exibiu um cadáver estirado no chão.
+ Andrea Beltrão retorna às novelas após quase 20 anos, no horário nobre da Globo
Gafe ao vivo
Nos últimos dias, um caso polêmico envolvendo duas repórteres de redes afiliadas da Globo e do SBT, respectivamente, vieram à tona e gerou uma grande repercussão nas redes sociais, dividindo opiniões. Isso porquê, na ocasião, a jornalista Rozainne Ferraz, contratada da filial do SBT em Goiás, protagonizou um grande climão, em que a profissional havia tentado entrevistar uma mulher que estava realizando a mesma coisa pela jornalista da afiliada da Globo, Patrícia Bringel, quase resultando num barraco polêmico.