Funcionário de Gugu Liberato declara que o apresentador e Rose Miriam se cumprimentavam com beijo na boca



– Advertisement –

Rose Miriam com Gugu Liberato e os filhos – Instagram
A luta de Rose Miriam di Matteo por reconhecimento como herdeira de Gugu Liberato está longe de acabar. Porém, a médica está perseverante na batalha. Segunda a coluna de Fábia Oliveira, no jornal O Dia, ela está juntando algumas testemunhas para provar a união estável com o comunicador na Justiça.
Ainda segundo a coluna, umas das testemunhas é um dos motoristas que trabalhou para Gugu Liberato. David Coimbra dos Santos, 33 anos, foi contrato em 2010 pelo apresentador para atender ainda Rose e o três filhos do casal quando estavam em Barueri, São Paulo.
– Advertisement –

Rose Miriam move processo contra Leão Lobo sobre danos morais e pede bolada em dinheiro
Na declaração, o motorista diz claramente que o casal mantinha um relacionamento comum entre marido e mulher. “Antonio Augusto visitava com frequência os quatro, era muito atencioso e carinhoso. Cumprimentavam com beijos na boca Antonio Augusto e Rose Miriam. Em todos os locais que iam eram recebidos como mulher e filhos de Gugu”.
– Advertisement –

Rose Miriam mostra novas provas na luta para ter direito à herança de Gugu Liberato
O ex-funcionário cita o período em que Rose morou com os filhos no Rio de Janeiro. “Moramos meses no estado do Rio de Janeiro. E apesar da distância, os finais de semana que os quatro não viajavam para São Paulo, Antonio Augusto viajava para o Rio de Janeiro. Os almoços no Rio eram servidos no restaurante Picanha. As reservas eram feitas para Gugu, sua mulher e filhos. Antonio Augusto demonstrava cuidado e ciúmes por Rose Miriam. Se falavam diversas vezes por dia pelo telefone”, declarou.
Rose Miriam chegou em São Paulo na semana passada. Além de acompanhar de perto o processo na Justiça, a médica precisou de ajuda médica. Segundo os representantes legais, ela veio ao Brasil por orientação de médicos e precisou fazer uma bateria de exames para reavaliar a medicação que estava tomando depois de uma cirurgia.